Publicado em Deixe um comentário

Atrair estrangeiro para leilões exige estabilidade, diz Nobel de Economia

Premiado com o Nobel de Economia em 2020, o americano Paul Milgrom é uma referência no estudo da teoria geral dos leilões, que mostra como esses processos podem promover mercados competitivos. Seu trabalho formatou a primeira licitação de frequências de celular dos EUA, em 1994. Milgrom mostrou a importância de se estabelecer um preço para cada faixa, o que não era comum. A iniciativa atraiu mais empresas, e o modelo foi replicado em todo o mundo.

Segundo o economista, é muito difícil atrair investidores internacionais para participar de licitações, como tem buscado o governo brasileiro. “Se fazem um compromisso de longo prazo, querem saber qual é o nível de estabilidade do governo, das leis e como será a cobrança de impostos no futuro”, diz Milgrom, que fará uma palestra na Conferência P3C, evento do setor de infraestrutura, focado em PPPs e concessões, a ser realizado na terça e na quarta-feira.

O que faz um leilão ser considerado um sucesso?
O leilão tem sucesso quando é bem adaptado para cada ocasião. Os leilões mais simples são aqueles em que há apenas um item em disputa. Nesses casos, é possível organizar um processo em que as propostas são entregues de antemão, ou optar pelo modelo tradicional ascendente (em que as empresas fazem ofertas na hora). Mas, no caso de leilões do governo, as coisas podem se complicar.

Em que sentido?
Um leilão de compras governamentais atrai diferentes fornecedores de diferentes tamanhos. Ou um vendedor para cada produto diferente. Ou o governo pode ter múltiplos itens à venda como nos leilões de telecomunicações. A licitação pode estar dividida em diferentes frequências, cobrindo regiões distintas (do país). Em cada caso, é preciso adaptar as regras do leilão ao problema que se busca resolver. Do contrário, o leilão pode fracassar.

No último ano, ocorreram grandes leilões no Brasil. Alguns tiveram pouca concorrência ou nem chegaram a atrair interessados. Por que isso acontece?
Há duas razões. Uma delas é a dificuldade de atrair as empresas qualificadas. Não sei se esse é o caso do Brasil. Tenho pouca familiaridade com esses leilões. O segundo motivo é por uma estratégia das empresas, que podem querer que o leilão fracasse. Por exemplo: o governo pede um preço muito alto para uma frequência de rádio, para ter certeza de que vai arrecadar algum dinheiro. Os compradores podem avaliar que o governo vai ter de vender o espectro de qualquer maneira. Se a primeira tentativa falhar, o governo vai ter de vendê-lo mais barato. Essa pode ser uma estratégia.

Pode ser um problema do formato do leilão?
Sim. O formato pode colocar muitas dificuldades para as empresas darem lances, o que desestimula concorrentes menores. Há inúmeras formas de fazer um leilão fracassar.

O Brasil tem buscado atrair companhias de outros países para os leilões. Como garantir a participação de estrangeiros?
Investidores internacionais estão interessados no pacote completo. Se fazem um compromisso de longo prazo, querem saber qual é o nível de estabilidade do governo, das leis e como será a cobrança de impostos. E é preciso investigar as condições envolvidas. Falando de forma abstrata: se o governo quer privatizar um porto, o potencial comprador precisa saber quais são os contratos de trabalho e as condições das instalações. Ele vai fazer uma projeção da demanda e do tráfego. E vai querer saber sobre as regulamentações.

É um investimento que poucos se dispõem a fazer?
Sim. É preciso fazer um grande esforço para participar de um leilão desses. As empresas não vão fazer isso se não tiverem a expectativa de que vão ser bem tratadas. Não é apenas uma questão do leilão. É um pacote completo. E, mesmo quando há tudo isso, é preciso fazer as empresas tomarem conhecimento do leilão o que exige ir ao mercado e mostrar o que está sendo planejado.

Publicado em Deixe um comentário

Casa de 800m² em Alphaville foi comprada com 50% de ‘desconto’; veja como

Aposto que ao ler sobre os 50% de desconto você ficou com o pé atrás. Afinal, para muitos, comprar uma casa nessas condições só pode ser “conversa fiada”. Ainda mais em um contexto de juros altos, financiamentos a preços acima da média do mercado e falta de oferta. Mas a verdade é que todos os dias vários deles são ofertados nessas condições e aqueles que sabem onde encontrá-los estão conseguindo acumular um patrimônio milionário sem ter de fazer muito esforço.

Foi exatamente isso que Gleysson Vilela fez recentemente. Em abril de 2021, ele tomou conhecimento desta oportunidade e comprou uma casa de valor milionário na região de Alphaville, bairro nobre das regiões de Barueri e Santana de Parnaíba com construções de alto padrão. Era uma casa de cerca de 802m², no Residencial 10, que na época estava avaliada em R$ 2.928.797, isto é, quase 3 milhões de reais:

O print mostra casa de 802m², localizada no Residencial 10 de Alphaville, Santana de Parnaíba -SP, comprada por Gleysson Vilela com 50% de desconto sobre o valor originalGleysson Vilela/Reprodução

No entanto, ela foi comprada por Gleysson a R$ 1.464.398, ou seja, com 50% de desconto sobre o valor original. E, não satisfeito em ter adquirido a casa pela metade do preço, ele a colocou à venda pelo valor original de avaliação e 120 dias depois conseguiu vendê-la, obtendo pouco mais de 100% de lucro. Tudo isso sem ter o valor total do investimento inicial:

A imagem mostra a casa que Gleysson Vilela comprou pela metade do valor original e o lucro obtido a partir da transação milionáriaReprodução/Reprodução

Você pode estar sabiamente se questionando como isso foi possível. Afinal, quem compra uma casa gigantesca, em um dos bairros mais caros de São Paulo, num condomínio luxuoso sem ter o valor total da compra e, como se não bastasse, com 50% de desconto? Eu entendo o seu ponto, é mesmo de se duvidar, pelo menos em primeira instância.

Mas o fato é que Gleysson já atuava com investimentos há algum tempo, só não em imóveis. Ao invés disso, ele aplicava essa mesma estratégia de compra com “desconto” em veículos. Era feito da seguinte maneira: Gleysson comprava veículos pela metade do valor original, os revendia pelo preço da tabela Fipe e, assim, tinha uma renda extra todo mês.

Apesar disso, após algum tempo ele decidiu que era hora de dar um passo adiante. Com o objetivo de diversificar seus investimentos, Gleysson foi à procura de instruções para aplicar a estratégia de descontos de até 50% em imóveis. Foi quando ele conheceu um expert no assunto, Lerry Granville, que já havia comprado mais de 200 imóveis por meio de um método praticamente desconhecido pelo mercado.

Após dominar o método, Gleysson sentiu-se seguro para fazer a compra do primeiro imóvel e, desde então, nunca mais parou. Em um ano, ele adquiriu 5 imóveis tanto para si próprio como para terceiros utilizando a estratégia ensinada por Granville. E, depois de ver o potencial que esse método desconhecido tinha, o investidor percebeu que poderia fazer dele uma profissão.

Atualmente, Gleysson vive da renda que obtém através da compra de imóveis que faz para si e revende, bem como de comissões que recebe por imóveis comprados para outras pessoas por meio da empresa que abriu, a “Leilão Money”:

A imagem mostra o perfil de Gleysson Vilela, investidor que hoje tem renda média mensal de R$ 500 mil através da compra de imóveis com descontoInstagram/Reprodução

E, se você quiser, pode ter a oportunidade de fazer exatamente o mesmo que Gleysson e comprar um imóvel em um bairro nobre, em condomínio de luxo, sem que necessariamente tenha todo o dinheiro da compra em mãos no primeiro momento, como mostrarei mais adiante.

Para isso, basta seguir as coordenadas de alguém que domina o mercado de imóveis em “promoção” como a palma das mãos:

Imóveis a ‘preço de banana’, zero concorrência e chances de alta margem de lucro

Para muitas pessoas, comprar um imóvel pode parecer algo distante da realidade atual, seja pelo valor de financiamento ou por simplesmente não dispor do valor da entrada. Mas, para Granville, dinheiro nunca foi um problema, e sim a solução.

Isso porque em um dos piores momentos de sua vida ele descobriu uma maneira de adquirir imóveis sem que necessariamente tivesse todo o dinheiro no bolso no momento da compra. Há 11 anos, Granville era um empreendedor que assistia seu negócio ir à falência, estava atolado de dívidas que não podia pagar e, de uma hora para outra, viu a financiadora tomar seu apartamento por estar com as parcelas atrasadas.

Mas foi devido a esse acontecimento que ele encontrou um mercado praticamente inabitado e repleto de oportunidades de lucro. “Foi quando eu vi imóveis a preço de banana e com praticamente zero concorrência que eu decidi entrar de cabeça nesse mercado”, recorda Granville. O mercado ao qual ele se referia era o de leilões de imóveis.

Nas suas idas ao fórum para tentar recuperar o apartamento perdido, ele aprendeu que para arrematar um imóvel de leilão não é necessário dispor de todo o dinheiro no momento da compra e, além disso, descobriu que ter o nome no SPC e Serasa pode não ser um impeditivo para comprar a casa própria, ao contrário do que dizem os financiamentos tradicionais. Assim, Granville fez da tragédia uma oportunidade e construiu um patrimônio milionário somente com a compra e venda de imóveis de leilão.

E foi justamente isso que ensinou aqueles que se interessaram pelo seu método, como Gleysson. Ele mostrou que há muitas formas de comprar imóveis além do que os bancos e as financiadoras mostram. Por exemplo, é possível comprá-los em leilões sem ter todo o dinheiro disponível no ato da compra por meio de cartas de consórcios, financiamentos e até com cotas distribuídas entre amigos.

Foi utilizando deste método que Gleysson pôde comprar a casa luxuosa que mostrei anteriormente e obter 100% de lucro sobre o valor pago. Ele se juntou com alguns amigos interessados no investimento, que contribuíram com diferentes quantias para que o arremate fosse feito e, depois, os lucros foram distribuídos proporcionalmente ao valor contribuído, por meio de cotas.

Mas, como eu disse, essa não é a única forma de comprar um imóvel de leilão. Você pode, inclusive, comprar um apartamento ou casa com média de 50% de desconto por meio de um financiamento e alugá-lo pelo seu valor de mercado, de forma que ele “se pague” conforme você receba os aluguéis, mês após mês. Como você pode ver, são muitas as possibilidades.

E, se você quiser saber exatamente onde encontrar imóveis com desconto, bem como aplicar esses métodos de compra, Granville está disposto a ensiná-lo. Digo isso porque ele está com vagas abertas em seu programa de mentoria responsável por formar ao menos 30 milionários no último ano.

Trata-se de pessoas que tiveram interesse de começar do zero, muitas vezes sem ter dinheiro para investir, mas que confiaram no método de Granville. Ele está convicto de que ainda há muito o que lucrar com esse mercado bilionário, sobretudo se levarmos em conta que há uma enxurrada de leilões de imóveis acontecendo neste momento, em um contexto em que o mercado imobiliário está extremamente aquecido.

Granville acredita que todos deveriam ter ao menos a oportunidade de conhecer e de desmistificar esse mercado. É por isso que entre os dias 17 e 23 de novembro ele irá abrir 4 aulas 100% online e 100% gratuitas de sua mentoria, em que pretende ensinar os “macetes” que aprendeu durante seus 11 anos de experiência.

[INSCRIÇÃO GRATUITA] QUERO SABER COMO COMPRAR IMÓVEIS DE LEILÃO COM MÉDIA DE 50% DE DESCONTO E SEM TER TODO O DINHEIRO DISPONÍVEL NO ATO DA COMPRA

E, como eu acabo de dizer, o momento para aprender essas estratégias não poderia ser melhor. Afinal, é possível dizer que nunca houve tantos leilões de imóveis sendo oferecidos por instituições financeiras como agora, que em alguns casos tem descontos de até 70%:

1 centavo seria suficiente para dar o primeiro lance em um imóvel neste momento; vai ficar de fora?

Na época em que começou, Granville recorda que milhares de imóveis iam a leilão o tempo todo, com média de 50% de desconto, e poucas pessoas ficavam sabendo. “Para você ter uma ideia, já vi a procura ser tão baixa em alguns leilões, que eles permaneciam vazios no dia da arrematação”, conta.

E, quando olhamos para o presente, vemos que as coisas não mudaram quase nada, quer um exemplo? Enquanto você mal fazia ideia sobre a possibilidade de comprar imóveis residenciais e comerciais a preço promocional, coisas como essa acontecem com frequência:

Reportagem diz que a Zukerman Leilões, em parceria com o Bradesco, está leiloando imóveis e terrenos com lances a partir de um centavoSeu Crédito Digital/Reprodução

Faz apenas duas semanas que a Zukerman Leilões leiloou imóveis e terrenos com lances livres, começando com R$ 0,01 (um centavo). Percebe como são tantas oportunidades disponíveis e tão pouca demanda que os imóveis são anunciados a preços pífios?

Assim como essa, há muitas outras oportunidades sendo anunciadas todos os dias. Algumas delas oferecem 50% de desconto, outras com 70% e, em alguns casos, até 80% de desconto sobre o valor original do imóvel. Se não acredita, veja com seus próprios olhos:

Reprodução/Reprodução
Reprodução/Reprodução

Os anos passaram, mas as pessoas ainda não se deram conta da oportunidade que há em participar de leilões de imóveis. Para Granville, quase ter perdido seu apartamento serviu para lhe abrir os olhos: “foi assim que eu descobri os passos necessários para comprar imóveis pela metade do valor de mercado, vendendo-os ou alugando-os com alta margem de lucro, de forma rápida e segura”.

E se você pensa que ele conseguiu fazer isso apenas porque possui experiência de anos, está muito enganado. Afinal, Gleysson Vilela aprendeu a aplicar o mesmo método e em menos de um ano estava colhendo os mesmos resultados. Devido à experiência, Granville sabe exatamente qual é o caminho que você precisará percorrer se quiser comprar em leilões de imóveis e buscar lucro.

[INSCRIÇÃO GRATUITA] QUERO SABER COMO COMPRAR IMÓVEIS DE LEILÃO COM MÉDIA DE 50% DE DESCONTO E SEM TER TODO O DINHEIRO DISPONÍVEL NO ATO DA COMPRA

E, só para que você entenda do que estou falando, vou te dar mais um exemplo prático da estratégia dele:

Um apartamento que custava R$ 461.854 foi comprado por R$ 141.785 com este método; você pode fazer o mesmo

Para que você entenda de uma vez por todas o potencial que comprar imóveis de leilão carrega, gostaria que desse uma olhada neste imóvel abaixo. Trata-se de um apartamento de 55m², localizado na cidade de Taubaté, que estava avaliado a R$ 461.854,80:

/

No entanto, como você pode ver no próprio anúncio, ele ganhou um desconto de 70%, e acabou tendo valor final de R$ 141.785,31. Com o passo a passo que Granville quer lhe ensinar, você teria a oportunidade de arrematar esse imóvel de R$ 460.000 por R$ 141.000, ou seja, por uma fração do valor.

E a vantagem é que quando ele for seu, ele volta ao seu valor justo. Então, você pode colocá-lo para locação pelo seu valor de mercado original (cerca de R$ 2.300 mensais) e colocar o dinheiro investido  para render até 16% ao ano e mais de 1,3% de aluguel mensal com a estratégia.

Não sei para você, mas em um cenário onde a bolsa de valores só tem apresentado quedas seguidas de quedas, me parece muito bom ganhar 16% com imóveis. Veja bem: é um investimento seguro, palpável e que você pode carregar a vida inteira, se quiser. Pode comprar, alugar e ir engordando a sua “carteira” de propriedades, tal como fez Granville e agora está fazendo Gleysson.

Mas atenção aqui, eu disse que é seguro, mas até um certo ponto. Se aventurar em um mercado no qual você ainda não tem nenhuma experiência pode sim representar riscos desnecessários. Por isso é que Granville não recomenda que você faça isso sozinho. Ele sabe das armadilhas que o mercado imobiliário tem, afinal, já foi uma vítima.

Por isso, ele não quer que você se arrisque à toa. Ao invés disso, está convidando-o para aprender junto com ele nestas 4 aulas gratuitas de sua mentoria. Granville quer te ensinar como arrematar ótimos imóveis, como o que você viu acima, sem concorrência, sem riscos desnecessários e com uma boa parcela de lucro:

[INSCRIÇÃO GRATUITA] QUERO SABER COMO COMPRAR IMÓVEIS DE LEILÃO COM MÉDIA DE 50% DE DESCONTO E SEM TER TODO O DINHEIRO DISPONÍVEL NO ATO DA COMPRA

Inscreva-se gratuitamente: 4 aulas iniciais irão ensiná-lo como comprar imóveis com média de 50% de desconto

Não importa se você não tem dinheiro agora ou se nunca comprou um imóvel na vida, basta que tenha vontade de começar. Se estiver mesmo interessado no método ensinado por Granville, faça aqui a sua inscrição para ter acesso às 4 aulas gratuitas e online que ele está oferecendo. Os que aceitarem a proposta de Granville poderão ter acesso a:

  • 4 primeiras aulas gratuitas com Lerry Granville;
  • Uma formação completa que vai te dar todos os subsídios necessários para se tornar um assistente de arrematação começando do zero;
  • Uma lista premium de imóveis, com todos os imóveis que Granville está avaliando comprar neste momento. São sugestões de leilões que estão acontecendo agora e que você já pode participar;
  • Livro “O Guia Definitivo do Arremate de Sucesso”, escrito por Granville e que será entregue em sua casa.

Mas é melhor você agir rápido se quiser aproveitar os conteúdos, pois a primeira aula gratuita já está disponível neste link. E pode ficar tranquilo, pois não há pegadinhas aqui. Você não precisará pagar um centavo sequer para fazer o seu cadastro e assistir as 4 primeiras aulas com o método de Granville.

Você pode estar se questionando “por que isso?” Bom, Granville reconhece que leilões de imóveis ainda são repletos de tabus. Por essa razão, ele decidiu abrir com os interessados os primeiros conteúdos do seu treinamento sem cobrar nada.

Dessa forma você pode entrar lá, assistir aos vídeos, entender melhor do que se trata essa modalidade de compra de imóveis e só depois decidir se quer mesmo continuar com Granville no treinamento e ter acesso às demais orientações para arrematar imóveis de leilão.

Para mim parece estupidez ficar ao menos sem saber do que se trata o método preparado por ele para arrematar imóveis com média de 50% de desconto. Assista às aulas sem assumir nenhum tipo de compromisso no link abaixo:

[INSCRIÇÃO GRATUITA] QUERO SABER COMO COMPRAR IMÓVEIS DE LEILÃO COM MÉDIA DE 50% DE DESCONTO E SEM TER TODO O DINHEIRO DISPONÍVEL NO ATO DA COMPRA

Publicado em Deixe um comentário

Comunidade arrecada US$ 47 milhões em cripto, mas perde leilão nos EUA

O grupo ConstitutionDAO, que usou a tecnologia blockchain para arrecadar fundos, em criptomoedas, para tentar comprar uma cópia rara da Constituição dos EUA que estava sendo leiloada, não conseguiu cumprir o objetivo de arrematar o item, apesar de ter conseguido angariar mais de 40 milhões de dólares em poucos dias.

O lance mais alto foi de um comprador anônimo que ofereceu 43,17 milhões de dólares pela peça na casa de leilões Sotheby’s, na noite da última quinta-feira, 18. Quando o martelo foi batido, a cópia da primeira edição da Constituição norte-americana, uma das 13 que ainda existem, foi para outro dono, frustrando milhares de doadores da ConstitutionDAO.

A ConstitutionDAO cativou a atenção do público como talvez o melhor exemplo de uma comunidade cripto utilizando seu poder de compra no mundo real.

O grupo, cujo nome se refere à uma DAO, sigla em inglês para Organização Autônoma Descentralizada, é um canal com 18.800 pessoas no Discord e conseguiu angariar a quantia milionária em cerca de uma semana, com a colaboração de mais de 17 mil carteiras da rede Ethereum. No fim, isso não foi o suficiente para conseguir realizar a compra.

As DAOs surgiram muito antes dessa tentativa de ganhar um leilão, e podem ter propósitos variados. Em geral, os seus troféus geralmente estão na forma de criptoativos como tokens não-fungíveis (NFTs), cuja posse pode ser governada por contratos inteligentes.

Apesar da perda, a arrecadação de 47 milhões de dólares da ConstitutionDAO pode ser um sinal semelhante para coletivos de investimentos online. O grupo sugeriu que não poderia dar um lance maior que o lance vencedor de 43,17 milhões de dólares porque não teria dinheiro suficiente para a manutenção do documento.

“Eu acho que é um claro prenúncio do início das DAOs”, afirmou o presidente da FTX.US, Brett Harrison. “Até agora, existiram muitas DAOs que surgiram em comunidades de NFTs, sobre diferentes tipos de projetos DeFi”, mas nunca para ativos do mundo real.

A corretora de criptomoedas de Harrison ajudou a ConstitutionDAO a converter suas criptomoedas em dinheiro, armazenado em uma conta gerida pela Endaoment, uma organização sem fins lucrativos que representou o grupo no leilão.

Diferentemente da venda da coleção Bored Ape Yacht Club na casa de leilão em setembro, a Sotheby’s não aceitou criptomoedas como pagamento para a Constituição. A corretora de criptomoedas FTX converteu as unidades de ether da DAO em dinheiro fiduciário para o lance, um acordo finalizado horas antes do lance vencedor acontecer.

O momento das DAOs

Além disso, a ConstitutionDAO alimentou uma onda de interesse do público sobre as DAOs na mídia.

Até a última quinta-feira, 19, o New York Times, o Wall Street Journal, a BBC e outros portais amplamente reconhecidos se encontraram tendo que explicar as nuances do “DAOísmo”. As pesquisas por “DAO” atingiram um pico no Google Analytics conforme a venda se aproximava.

“Eu acho que vermos quão poderosas as DAOs podem se tornar nas transações do mundo real, assim como nesse caso, mostrará para as pessoas que existe muito potencial não descoberto que as pessoas apenas sonham em ter, nesses tipos de organizações que podem ser um modelo para a governança do futuro’, afirmou Harrison, da FTX.

O lance milionário pela Constituição causou uma noite histórica para o mundo cripto na Sotheby’s. Anteriormente, dois trabalhos do artista Banksy capturaram milhões de dólares em ether nas primeiras vendas da casa de leilões no mundo cripto.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Publicado em Deixe um comentário

Este ativo paga renda corrigida pela inflação e tem desconto de até 72%

Em um período em que o Ibovespa amarga perdas no ano, a inflação está em disparada e as incertezas políticas só aumentam com proximidade das eleições de 2022, uma modalidade de investimento volta com tudo ao radar dos investidores. Considerado um porto seguro dos brasileiros e sobrevivente em diversas crises nacionais, os imóveis ganham mais espaço no portfólio dos brasileiros.

Mas calma, antes que você pense em desistir desse tipo de investimento porque comprar um imóvel é muito caro, já te digo uma coisa: há um jeito seguro e confiável de adquirir imóveis com até 70% de desconto.

Sei que parece bom demais pra ser verdade, mas existe um mercado bilionário por trás desses imóveis descontados. E você pode pegar uma fatia dos lucros. Explico mais adiante.

Oferecendo baixos riscos e boa rentabilidade, o setor imobiliário está em ponto de entrada. E os dados não me deixam mentir:

 As vendas de imóveis cresceram 26,1% no Brasil durante 2020, segundo a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc);

  • Ao mesmo tempo, a demanda reprimida por imóveis se confirma no déficit habitacional: só em 2019, a Fundação João Pinheiro mapeou uma “falta” de 5,876 milhões de moradias;
  • Some isso tudo ao fato de que as taxas de juros ainda estão mais baixas do que a média histórica nacional, o que beneficia os financiamentos imobiliários.
Reportagem diz que setor imobiliário está aquecido e vê cenário otimista para os próximos anosCNN Brasil/Reprodução

É uma boa investir em imóveis?

Não é segredo nenhum que os imóveis guardam um lugar especial no coração (e na carteira) dos investidores brasileiros. Podemos falar muito sobre ações, criptomoedas, fundos imobiliários ‒ que, deixando bem claro, são ótimos investimentos também ‒, mas nada parece ser tão cativante ao brasileiro quanto um imóvel.

E é compreensível por quê: trata-se de um ativo palpável, seguro e que sempre será relevante. É só pensar em onde você mora, onde trabalha, onde se hospeda quando viaja… o mundo sempre vai precisar de imóveis. E você pode se aproveitar disso para buscar lucros.

Como investimento, os imóveis são vantajosos por diversos motivos:

  • Oferecem uma renda extra mensal, através dos aluguéis;
  • Têm seus rendimentos corrigidos pela inflação, através do IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado);
  • São perenes mesmo diante de momentos de crise, pois correm pouquíssimos riscos de alta desvalorização ou de perda total dos ganhos (na pior das hipóteses, você irá vendê-lo por um valor mais baixo, mas nunca terá prejuízo total);
  • Permanecem como patrimônio relevante;
  • São muito buscados (veja só o ‘boom’ de empresas tech que facilitam a compra e o aluguel de imóveis, como Loft, EmCasa e QuintoAndar);
  • Tem boa rentabilidade: entre 0,3% e 1% ao mês;
  • Guardam alto potencial de valorização. Exemplo: imóveis bem localizados podem começar a valer mais, quando há construção de uma estação de metrô próxima ou um parque.

Mas em meio a esse mar de vantagens, há também uma desvantagem que acaba impedindo as pessoas de investirem em imóveis: o custo para comprar uma casa/apartamento/sala comercial é bem alto.

Enquanto é possível comprar ações pagadoras de bons dividendos, FIIs e títulos públicos por poucos reais, os imóveis requerem investimentos iniciais na casa dos milhares de reais.

Mas… e se fosse possível comprar imóveis extremamente descontados, de forma segura e confiável?

Um caminho para comprar imóveis com preços 40%, 50% ou até 70% abaixo do valor de mercado

Parece até promoção fraudulenta de Black Friday, mas a verdade é que é mais fácil do que você imagina adquirir um bom imóvel por um preço abaixo do mercado. O segredo está nos leilões de imóveis. Com as técnicas certas, você consegue capturar verdadeiras barganhas e embarcar de vez nos investimentos do setor imobiliário.

Veja só o tipo de oportunidade que aparece nos leilões:

Reportagem diz que Banco do Brasil leiloa imóveis com até 72% de descontoIstoÉ Dinheiro/Reprodução

 

Reportagem diz que Justiça Federal faz leilão de imóveis com desconto de até 50%R7/Reprodução

 

Reportagem diz que Santander leiloa 473 imóveis, com desconto de até 57%Economia UOL./Reprodução

Os imóveis vão a leilão por diferentes motivos: em caso de disputa judicial, quando são usados como “garantia” em caso de não pagamento de dívidas, em caso de falência…

Um dos motivos mais recorrentes é quando há inadimplência no pagamento dos financiamentos. Aí o banco toma o imóvel e realiza leilões. São nessas oportunidades que você pode aproveitar para comprar imóveis com desconto e ter um investimento seguro, corrigido pela inflação e que te dá uma renda mensal.

Leilões de imóveis: um mercado esquecido e cheio de oportunidades

Essa história de leilões de imóveis dá um pouco de “medo” no início, eu entendo. A verdade é que há diversas pegadinhas, que podem pegar os investidores iniciantes de surpresa, tornando o investimento uma verdadeira dor de cabeça.

Quem sabe bem disso é Lerry Granville, especialista que já arrematou mais de 200 imóveis com desconto. Ele conheceu os leilões da pior forma possível: o seu próprio apartamento foi anunciado em leilão quando ele ficou endividado. Mas justamente nesse momento tão crítico de sua vida pessoal e financeira, ele também encontrou um mercado bilionário, que mudou toda a sua trajetória.

Lerry descobriu que poderia comprar imóveis descontados através de leilões e vendê-los depois a preços maiores, obtendo ótimos lucros. Veja só algumas “barganhas” que ele já capturou:

Ele arrematou um terreno por R$ 140 mil e vendeu depois por R$ 350 mil, realizando lucro de 150%:

Também já arrematou um apartamento popular por R$ 29.050 e vendeu posteriormente por R$ 78.500, ou seja, um lucro de 170%:

Arquivo pessoal/Lerry Granville/Reprodução

Esses documentos aí em cima são as matrículas do registro de imóveis e estão disponíveis para consulta, se você ainda estiver em dúvida se isso foi realmente possível. Lerry não tem nada a esconder: ele ficou milionário com esse negócio e os documentos provam isso.

Mas ainda que os leilões guardem ótimas oportunidades e possibilitem lucros como estes acima, eles ainda são pouco explorados no Brasil, na visão de Granville. A maioria acontece online e mesmo assim, poucas pessoas participam. Já houve casos de leilões visualizados por mais de milhares de pessoas em que apenas uma delas deu o lance e embolsou o lucro.

“Todos os dias milhares de imóveis vão a leilão, e aqueles que souberem buscar as melhores oportunidades poderão acumular um patrimônio milionário e gerar renda extra, ou arrematar imóveis para outras pessoas, ganhando comissões bem gordas” ‒ Lerry Granville

Lerry Granville foi de pedreiro a milionário com leilão de imóveis

Algumas pessoas descobrem a mina que existe dentro do mercado do leilão de imóveis e ficam com esse segredo escondido. Afinal, trata-se de um mercado bem lucrativo e ninguém quer entregar o ouro. Mas Lerry Granville vai “contra a maré” e decidiu ensinar todos os macetes para aqueles que querem buscar fortuna com o negócio que mudou a vida dele.

A Maratona Milionária: Leilões de Alta Lucratividade é um dos primeiros treinamentos de arrematação a serem oferecidos no Brasil, ministrado por um professor que viveu na pele todos os perrengues e pegadinhas dos leilões. Agora que Granville já desbravou o mercado, ele quer ensinar o passo a passo para as pessoas interessadas.

E se você estiver preocupado com as burocracias que podem envolver os leilões de imóveis e a temida desocupação, Granville preparou módulos específicos para isso. Entre os conteúdos disponibilizados, estão aulas que ensinam:

 Como arrematar imóveis com pouco dinheiro;

  • Como obter informações sobre o ocupante;
  • Como vender ou alugar rápido o imóvel arrematado;
  • Como fazer a desocupação com eficiência;
  • E muitas outras…

 Você pode ter um ‘gostinho’ de tudo que Lerry tem a ensinar através das 4 aulas gratuitas que ele vai disponibilizar a partir do dia 17 de novembro. Clicando neste link, você já entra na lista VIP para receber os conteúdos gratuitos. Sem compromisso algum.

Você pode estar se questionando por que Granville vai revelar gratuitamente algumas das técnicas que ele demorou anos para aperfeiçoar. A verdade é que ele reconhece que leilões de imóveis ainda são repletos de tabus. Por isso, resolveu já abrir alguns conteúdos gratuitamente para os interessados e mostrar que arrematar imóveis não é nenhum bicho de sete cabeças.

Então, você pode se inscrever gratuitamente, assistir aos vídeos, entender mais sobre essa modalidade de compra de imóveis e só depois decidir se quer mesmo continuar com Granville no treinamento e ter acesso às demais orientações para arrematar imóveis de leilão.

[INSCRIÇÃO GRATUITA] QUERO ASSISTIR AS 4 PRIMEIRAS AULAS SOBRE LEILÃO DE IMÓVEIS DE LERRY GRANVILLE

Este aluno comprou um imóvel de luxo pela metade do preço

Se você quiser ter uma noção do potencial desse treinamento, te convido a conhecer a história de Gleysson Vilela. Ele é um ex-aluno de Granville que também viu sua vida dar uma guinada depois do treinamento de leilões.

Seu primeiro arremate foi um imóvel em Alphaville, bairro nobre nas proximidades de São Paulo, que valia, originalmente, 3 milhões de reais. Gleysson conseguiu arrematá-lo por R$ 1,4 milhão. Um desconto de 50% em um apartamento de luxo. E esta foi só a ponta do ‘iceberg’.

O treinamento de Granville fez com que as portas se abrissem para Gleysson: hoje ele possui renda média mensal de 500 mil reais, proveniente da compra de imóveis que faz para si e revende, e também por meio de comissões que obtém com a compra de imóveis para outras pessoas.

Parece um número alto demais para ser levado a sério, mas é algo perfeitamente possível no mercado de leilões. Como a comissão é proporcional e os imóveis podem custar milhões e milhões de reais, é bem plausível ver um número dessas proporções na conta bancária.

E Gleysson não foi o único que pegou ‘boladas’. Através dos “Leilões de Alta Lucratividade” (clique aqui para conhecer mais), Lerry já formou mais de 30 milionários. Até mesmo quem ainda não alcançou os sete dígitos na conta, já está se dando bem, seja obtendo uma renda extra com imóveis ou até mesmo comprando a casa própria com desconto.

Veja só este depoimento de outro ex-aluno:

A imagem mostra print da conversa de um aluno de Granville que obteve uma comissão de 14,6% pela arrematação realizadaLerry Granville/Instagram/Reprodução

4 aulas gratuitas e muitos macetes para se dar bem em leilões de imóveis

O treinamento de Lerry Granville dá certo porque ele é o melhor tipo de professor: ele viveu na prática tudo que está ensinando. Por isso, aMaratona Milionária: Leilões de Alta Lucratividade é tão disputada e abre um número limitado de vagas. O melhor de tudo é que o treinamento é super democrático; você só precisa de três coisas pra começar:

  • Acesso à internet;
  • Um computador;
  • Vontade de aprender.

 Se você quiser saber mais sobre o método de Granville, sugiro que se inscreva aqui para receber as 4 primeiras aulas, de forma totalmente gratuita. Não importa se você nunca comprou um imóvel de leilão na vida, se não tem dinheiro para pagamento do valor total do imóvel neste momento ou, ainda, está endividado, basta ter vontade para começar.

Lerry está ávido para ensinar suas melhores técnicas aos interessados e por isso já vai revelar alguns ‘macetes’ gratuitamente para quem estiver inscrito nesta lista. Não custa nada pelo menos dar uma olhada no que ele tem a dizer.

[GRÁTIS] DESCUBRA O POTENCIAL DO MERCADO DE LEILÕES E TENHA A CHANCE DE ARREMATAR IMÓVEIS COM DESCONTOS DE ATÉ 70%