Leilão do 5G: operadoras menores arrematam lotes regionais

Com os principais lotes do serviço de telecomunicações 5G no país arrematados pela Vivo, TIM e Claro, operadores menores conquistaram linhas regionais do leilão. 

Apontado por membros do governo como o “maior leilão de frequências” já realizado no país, o certame não tem caráter arrecadatório, segundo seus organizadores, mas objetivo de obter bilhões de reais em investimentos no setor nos próximos anos. 

A Sercomtel Telecomunicações arrematou o lote C02 para oferecimento da tecnologia 5G, na faixa 3,5 GHz, em municípios com menos de 30 mil habitantes na região Norte e no Estado de São Paulo, com exceção de algumas cidades paulistas. A empresa saiu vencedora ao oferecer R$ 82 milhões de outorga, com ágio de 719,68%, no leilão ofertado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 4.

O certame do lote envolveu uma disputa entre a Sercomtel e a NK 108 Empreendimentos e Participações S.A, que ofereceu R$ 77,7 milhões pelo bloco, contra R$ 72,1 milhões iniciais da Sercomtel.

A empresa saiu vencedora após cobrir o valor ofertado pela concorrente. A Mega Net também ofereceu proposta pelo lote, de R$ 10,3 milhões, mas não foi para a disputa.

A Sercomtel deve oferecer 5G em municípios com menos de 30 mil habitantes na Região Norte e no Estado de São Paulo, com exceção de algumas cidades paulistas: Altinópolis, Aramina, Batatais, Brodosqui, Buritizal, Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Colômbia, Franca, Guaíra, Guará, Ipuã, Ituverava, Jardinópolis, Miguelópolis, Morro Agudo, Nuporanga, Orlândia, Ribeirão Corrente, Sales de Oliveira, Santa Cruz da Esperança, Santo Antônio da Alegria e São Joaquim da Barra.

Brisanet arremata lote de faixa de 3,5 GHz para Centro-Oeste por R$ 150 mi

A Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A arrematou o lote C05 para prover tecnologia 5G, na faixa 3,5 GHz, na Região Centro-Oeste. No leilão ofertado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 4, a empresa saiu vencedora ao oferecer R$ 150 milhões pelo bloco, com ágio de 4.054%, e terá o compromisso de ofertar o serviço em municípios com menos de 30 mil habitantes na região.

A exceção são dois setores: o Município de Paranaíba, no Estado de Mato Grosso do Sul, e as cidades de Buriti Alegre, Cachoeira Dourada, Inaciolândia, Itumbiara, Paranaiguara e São Simão, no Estado de Goiás.

Antes de arrematar o lote C05, a Brisanet também levou o bloco C04 (Nordeste), com uma proposta de R$ 1,250 bilhão e ágio de 13.741%.

“Temos uma nova prestadora de serviço móvel pessoal”, destacou o presidente da Comissão Especial de Licitação do 5G na Anatel, Abraão Balbino e Silva.

Consórcio 5G Sul arremata lote de faixa de 3,5 GHz para Região Sul por R$ 73,6 mi

O Consórcio 5G Sul arrematou o lote C6 para oferecer tecnologia 5G, na faixa 3,5 GHz, na Região Sul do País. A empresa saiu vencedora ao propor uma outorga de R$ 73,6 milhões, com ágio de 1.454,74%, no leilão ofertado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 4.

O compromisso do Consórcio 5G Sul será de prover o serviço em municípios com menos de 30 mil habitantes na região.

O certame do lote envolveu uma intensa disputa entre Mega Net e o Consórcio 5G Sul, que iniciou o leilão com a maior oferta, de R$ 19 milhões, contra R$ 6,627 milhões da Meta Net.

A partir disso, as duas empresas apresentaram mais sete valores de outorga, numa concorrência lance a lance, que coroou o Consórcio 5G Sul que, a partir do certame, entra no rol de novas operadoras de serviços móveis.

Cloud2U arremata lote de faixa de 3,5 GHz para RJ, MG e ES por R$ 405,1 mi

A Cloud2U Indústria e Comércio arrematou o lote C07 para oferecer tecnologia 5G, na faixa 3,5 GHz, nos Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. A empresa saiu vencedora ao propor uma outorga de R$ 405,1 milhões, com ágio de 6.266%, no leilão ofertado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 4.

O compromisso da Cloud2U será de prover o serviço de 5G em municípios com menos de 30 mil habitantes na região.

“Temos mais uma nova prestadora de serviço móvel pessoal no Brasil”, destacou o presidente da Comissão Especial de Licitação do 5G na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Abraão Balbino e Silva.

Dentro da área de prestação de serviços do bloco (Rio de Janeiro Espírito Santo e Minas Gerais), ficam excluídas algumas cidades mineiras (setor 3 do Plano Geral de Outorgas).

Algar Telecom leva lote para sul de MG, parte do MS, GO e SP por R$ 2,350 mi

A Algar Telecom SA arrematou o lote C08 para oferecer tecnologia 5G, na faixa 3,5 GHz, em cidades do Sul Minas Gerais; em Paranaíba, no Mato Grosso do Sul, nas cidades de Buriti Alegre, Cachoeira Dourada, Inaciolândia, Itumbiara, Paranaiguara e São Simão, no Estado de Goiás, e em alguns municípios de São Paulo.

A empresa saiu vencedora ao propor uma outorga de R$ 2,350 milhões, com ágio de 358,5%, no leilão ofertado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 4.

O compromisso da Algar será de prover o serviço de 5G em municípios com menos de 30 mil habitantes na região.

A disputa encerrou a fase do leilão de lotes do tipo C (bloco de 80 MHz), em áreas de prestação regional.

Segundo o presidente da Comissão Especial de Licitação do 5G na Anatel, Abraão Balbino e Silva, houve proposta para todas as radiofrequências. Silva destacou que o certame, até o momento, registrou a entrada de três novas empresas no mercado de telefonia móvel, uma delas já com outorga nacional – a Winity II Telecom, que levou o primeiro lote ofertado pela Anatel nesta quinta.

“Numa perspectiva de competição, temos entrada de três novas empresas no mercado de telefonia móvel, sendo que uma delas tem já uma outorga nacional”, disse ele.

Leilão do 5G: operadoras menores arrematam lotes regionais
Rolar para o topo