Leilão de relógios quebra recorde com peça vendida por R$ 28,8 milhões

Neste final de semana, colecionadores de relojoaria puderam admirar e dar lances em um leilão que entrou para a história. Em Genebra, a Christie’s hospedou o Only Watch 202. Mas, ainda na cidade suíça, a casa de leilões Phillips, junto com a associação Bacs & Russo, bateu recordes com o leilão de Relógios de Genebra: XIV.

Mais de 249 relógios raros entre Patek Philippe, Rolex e Omega e de relojoeiros importantes como Philippe Dufour, FP Journe e Richard Mille, foram vendidos por mais de 414, 6 milhões de reais. Este é o maior resultado alcançado por um leilão de relógios.

Dentre as vendas mais marcantes o 14º relógio vendido, um Philippe Dufour Grande & Petite Sonnerie nº 1 em ouro amarelo, foi arrematado por 28,8 milhões de reais.

Outra peça que também bateu recorde foi o Omega Speedmaster “Broad Arrow”, com o valor mais alto já pago por um relógio Omega.

Com mostrador na cor castanho, a peça foi vendida por 18,9 milhões de reais. A estimativa de venda estava entre 486 mil e 729 mil reais.

O leilão teve mais de 2.300 licitantes online e 400 licitantes presenciais, de 83 países.

Leilão de relógios quebra recorde com peça vendida por R$ 28,8 milhões
Rolar para o topo