Espada que Napoleão usou em golpe de Estado de 1799 será leiloada

A espada de Napoleão Bonaparte usou durante o golpe de Estado de 1799 será leiloada nos Estados Unidos no próximo fim de semana, juntamente com cinco armas de fogo que pertenceram ao imperador francês, morto há 200 anos, anunciou uma casa de leilões ontem (30).

O valor total do lote, que será posto à venda de 3 a 5 de dezembro pela casa Rock Island Auction Company, em Illinois, está avaliado entre 1,5 milhão e 3,5 milhões de dólares, segundo o comunicado.

“A espada, acompanhada de sua bainha, é a peça principal da coleção” e será vendida on-line.

A arma saiu das oficinas em Versailles do armeiro Nicolas-Noël Boutet e “Napoleão Bonaparte a levou durante o golpe de Estado do 18 de Brumário 1799” (9 de novembro de 1799), explica a casa leiloeira, que se declara “número um do mundo em leilões de armas de fogo, armas brancas e material militar de coleção”.

Coroado imperador em 2 de dezembro de 1804, Bonaparte ofereceu sua espada ao general Jean-Andoche Junot. Ao morrer, sua esposa teve que vender a arma que esteve primeiro em um museu de Londres e depois passou para as mãos de um colecionador americano, segundo a Rock Island Auction Company.

A casa de leilões lembra em seu comunicado que em 2007 “o sabre que levou (o primeiro cônsul Bonaparte) para a batalha de Marengo (contra as tropas austríacas em junho de 1800 em Piamonte, Itália) foi vendido em um leilão por 6,5 milhões de dólares”.

A França celebrou na primavera passada o bicentenário da morte de Napoleão Bonaparte em 5 de maio de 1821. Na ocasião, o presidente Emmanuel Macron fez um balanço “em claro-escuro” desta figura central da história da França e da Europa.

Espada que Napoleão usou em golpe de Estado de 1799 será leiloada
Rolar para o topo