Comunidade arrecada US$ 47 milhões em cripto, mas perde leilão nos EUA

O grupo ConstitutionDAO, que usou a tecnologia blockchain para arrecadar fundos, em criptomoedas, para tentar comprar uma cópia rara da Constituição dos EUA que estava sendo leiloada, não conseguiu cumprir o objetivo de arrematar o item, apesar de ter conseguido angariar mais de 40 milhões de dólares em poucos dias.

O lance mais alto foi de um comprador anônimo que ofereceu 43,17 milhões de dólares pela peça na casa de leilões Sotheby’s, na noite da última quinta-feira, 18. Quando o martelo foi batido, a cópia da primeira edição da Constituição norte-americana, uma das 13 que ainda existem, foi para outro dono, frustrando milhares de doadores da ConstitutionDAO.

A ConstitutionDAO cativou a atenção do público como talvez o melhor exemplo de uma comunidade cripto utilizando seu poder de compra no mundo real.

O grupo, cujo nome se refere à uma DAO, sigla em inglês para Organização Autônoma Descentralizada, é um canal com 18.800 pessoas no Discord e conseguiu angariar a quantia milionária em cerca de uma semana, com a colaboração de mais de 17 mil carteiras da rede Ethereum. No fim, isso não foi o suficiente para conseguir realizar a compra.

As DAOs surgiram muito antes dessa tentativa de ganhar um leilão, e podem ter propósitos variados. Em geral, os seus troféus geralmente estão na forma de criptoativos como tokens não-fungíveis (NFTs), cuja posse pode ser governada por contratos inteligentes.

Apesar da perda, a arrecadação de 47 milhões de dólares da ConstitutionDAO pode ser um sinal semelhante para coletivos de investimentos online. O grupo sugeriu que não poderia dar um lance maior que o lance vencedor de 43,17 milhões de dólares porque não teria dinheiro suficiente para a manutenção do documento.

“Eu acho que é um claro prenúncio do início das DAOs”, afirmou o presidente da FTX.US, Brett Harrison. “Até agora, existiram muitas DAOs que surgiram em comunidades de NFTs, sobre diferentes tipos de projetos DeFi”, mas nunca para ativos do mundo real.

A corretora de criptomoedas de Harrison ajudou a ConstitutionDAO a converter suas criptomoedas em dinheiro, armazenado em uma conta gerida pela Endaoment, uma organização sem fins lucrativos que representou o grupo no leilão.

Diferentemente da venda da coleção Bored Ape Yacht Club na casa de leilão em setembro, a Sotheby’s não aceitou criptomoedas como pagamento para a Constituição. A corretora de criptomoedas FTX converteu as unidades de ether da DAO em dinheiro fiduciário para o lance, um acordo finalizado horas antes do lance vencedor acontecer.

O momento das DAOs

Além disso, a ConstitutionDAO alimentou uma onda de interesse do público sobre as DAOs na mídia.

Até a última quinta-feira, 19, o New York Times, o Wall Street Journal, a BBC e outros portais amplamente reconhecidos se encontraram tendo que explicar as nuances do “DAOísmo”. As pesquisas por “DAO” atingiram um pico no Google Analytics conforme a venda se aproximava.

“Eu acho que vermos quão poderosas as DAOs podem se tornar nas transações do mundo real, assim como nesse caso, mostrará para as pessoas que existe muito potencial não descoberto que as pessoas apenas sonham em ter, nesses tipos de organizações que podem ser um modelo para a governança do futuro’, afirmou Harrison, da FTX.

O lance milionário pela Constituição causou uma noite histórica para o mundo cripto na Sotheby’s. Anteriormente, dois trabalhos do artista Banksy capturaram milhões de dólares em ether nas primeiras vendas da casa de leilões no mundo cripto.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Comunidade arrecada US$ 47 milhões em cripto, mas perde leilão nos EUA
Rolar para o topo