Publicado em Deixe um comentário

Este relógio foi arrematado por 1,7 milhão de reais em um leilão

No último final de semana, Genebra, a capital da Suíça, recebeu a nona edição do Only Watch, um leilão beneficente bianual que reúne relógios únicos de 54 grifes de relojoaria, desenhados especialmente para o evento. Neste ano, os 53 lotes foram disputados lance a lance, arrecadando mais de 30 milhões de marcos suíços – o equivalente a 176 milhões de reais, que serão investidos em projetos de pesquisa sobre Distrofia de Duchenne, uma doença genética rara e degenerativa. A estimativa inicial era que o relógio fosse arrematado por algo entre 300 e 600 mil reais.

Entre as obras primas leiloadas no Only Watch está o TAG Heuer Carbon Monaco, uma releitura high-end de um modelo icônico da marca, conhecido entre colecionadores como “Dark Lord”. Produzido em quantidade limitada nos anos 70, o Dark Lord nunca apareceu em um catálogo ou anúncio da marca, o que o torna extremamente raro e altamente valorizado.

Em homenagem a essa “figurinha rara”, o Carbon Monaco tem formato quadrado, todo em fibra de carbono preta, com cada uma das das facetas intrincadas do mostrador acabada à mão, dando uma profundidade e uma aparência multidimensional ao relógio. Apesar de parecer de metal, a pulseira é de couro. O segredo está no processo de injetar silicone no couro e, em seguida, estampá-lo com um molde em forma de pulseira de metal – um processo que levou meses para ser aperfeiçoado.

“É uma peça excepcional com todos os detalhes minuciosamente trabalhados e com o mais alto nível de refinamento”, disse Nicholas Biebuyck, Heritage Director da TAG Heuer, em entrevista exclusiva à EXAME – leia mais abaixo. “Ele foi um verdadeiro desafio técnico para nossas equipes e exigiu testes específicos e extensivos para garantir a máxima qualidade e confiabilidade da peça.”

Inicialmente, a estimativa inicial era que o relógio fosse arrematado por algo entre 300 e 600 mil reais, mas o lance final foi quase três vezes maior: 290 mil marcos suíços, ou 1,7 milhão de reais.

Confira abaixo a entrevista completa com Nicholas Biebuyck, Heritage Director da TAG Heuer

EXAME: Resumir toda a herança da TAG Heuer em um único relógio é um grande desafio e uma grande responsabilidade. Você pode contar alguns detalhes deste processo, e quais foram suas preocupações nesta tarefa?

Nicholas Biebuyck: O projeto Only Watch foi definitivamente uma ilustração do trabalho em equipe no seu melhor. Ele incluiu membros das equipes de Pesquisa & Desenvolvimento, Design, Concepção, Patrimônio, Inovação, Movimentos… um esforço verdadeiramente multifuncional dentro da TAG Heuer, mas que também abrangeu toda a nossa cadeia de fornecimento. Colaboramos com nosso parceiro fabricante do mostrador Artecad, assim como com o mestre de mostrador e micropintor André Martinez de Le Locle, e com a Artime SA para os acabamentos manuais do movimento, alavancando a experiência em toda a linha para alcançar o resultado excepcional que imaginávamos. Como muitos projetos de relojoaria, a linha do tempo foi provavelmente nosso maior desafio, mas fomos capazes de virá-la em apenas alguns meses.

Qual é a importância do “Only Watch” para a TAG Heuer? A marca participa ou promove outras ações filantrópicas como esta?

Apoiamos Only Watch em várias ocasiões no passado, incluindo as edições de 2011 e 2017. Nosso CEO Frédéric Arnault e eu temos uma estreita relação pessoal com Luc Pettavino e, naturalmente, estamos muito interessados em estar envolvidos como resultado. O leilão Only Watch é uma iniciativa fantástica e uma bela maneira de unir nossa indústria a serviço da criatividade e da generosidade. Estamos muito felizes em poder contribuir com uma peça TAG Heuer para o leilão de 2021 e envolver nossa comunidade em torno do projeto tanto quanto possível. De modo geral, estamos sempre felizes em apoiar causas e parceiros que repercutem com nossa marca com peças dedicadas e exploramos todas as oportunidades que fazem sentido para ambas as partes.

Por que a marca escolheu homenagear o “Dark Lord” desta vez? O que ele representa para o TAG Heuer?

O Mônaco é uma de nossas coleções mais icônicas, que ao lado da Carrera, está no centro de nossa marca há mais de 50 anos, por isso foi a escolha natural para um projeto desta estatura, graças ao seu design de vanguarda que se presta muito bem a reimaginações futuristas. Nos inspiramos na famosa referência Heuer Monaco 74033N, nascida no final dos anos 70, que foi esteticamente muito impactante e traduziu muito bem o conceito de carbono que tínhamos em mente para Only Watch 2021. É também uma peça altamente desejável entre nossos colecionadores. Ele tem uma certa mística porque não se sabe muito sobre ele e muito poucas peças foram produzidas, mas é absolutamente marcante: sua caixa totalmente preta e seu mostrador foram uma saída ousada do já disruptivo design do Heuer Monaco de 1969 e é lembrado como uma expressão radical de nosso espírito vanguardista. A ambição com este projeto era aproveitar nossa herança para criar algo ousado, espetacular, mas autenticamente ligado à nossa marca.

Quais são os desafios de engenharia envolvidos na criação do Only Watch Carbon Monaco? Além de ter apenas uma única peça produzida, o que o torna único?

O TAG Heuer Only Watch Carbon Monaco é uma peça excepcional com todos os detalhes propositadamente e com o mais alto nível de refinamento. As principais características que o diferenciam são sem dúvida o mostrador aberto realizado pela Artecard, o fundo de caixa de safira que é o maior já adaptado a um Mônaco e que proporciona uma excelente visão do movimento. Este movimento é também uma novidade; nosso movimento cronógrafo interno, o calibre Heuer 02 foi retrabalhado e recebeu o mais alto nível de acabamento manual, ao mesmo tempo em que também recebeu nossa mola de filamento de carbono patenteada. Esta integração única foi um verdadeiro desafio técnico para nossas equipes e exigiu testes específicos e extensivos para garantir a máxima qualidade e confiabilidade da peça.

O Only Watch Carbon Monaco tem uma pulseira que se parece com metal, mas é feita de couro – uma característica nunca antes vista. Quanto tempo levou e como foi o desenvolvimento desta pulseira? Vamos vê-la em outros relógios de marca no futuro?

A pulseira é de fato um design muito novo, imaginado por nossas equipes internamente, mas que ganhou vida graças à experiência de um casal de nossos fornecedores especializados na produção de alças. Trabalhamos com eles na aparência final, nos testes e no desenvolvimento. Sua particularidade é o uso de silício dentro da alça para fornecer estrutura e durabilidade a suas características únicas. O resultado final é bastante espetacular e, por enquanto, só estará disponível no Only Watch.

Publicado em Deixe um comentário

Wilson do filme ‘Náufrago’ é leiloado por R$ 1,6 milhão

Wilson, a bola de vôlei que fez companhia ao personagem de Tom Hanks no filme “Náufrago”, foi vendida nesta quarta-feira em um leilão por 230 mil libras, cerca de R$ 1,6 milhão, de acordo com a casa de leilões Prop Store.

Conforme a descrição da Prop Store, o objeto está “muito desgastado, com tinta aplicada para criar uma aparência gasta e suja”. A bola foi originalmente feita para parecer suja e passou muito tempo na água durante as filmagens.

No filme, o personagem Chuck Noland, interpretado por Tom Hanks, é um entregador da FedEx que se torna o único sobrevivente de um acidente de avião. Após encontrar a bola, ele a batiza de “Wilson”. Ele usa sua mão ensanguentada para desenhar um rosto nela e galhos para formar o cabelo. O personagem fala com a bola regularmente durante o período que passa sozinho numa ilha. Hanks foi indicado ao Oscar de melhor ator por esse papel.

O item foi apenas uma entre as mais de mil peças usadas em filmes e séries vendidas. O figurino usado pelo ator Will Ferrell no filme “Um Duende em Nova York” (2003), por exemplo, arrecadou 175 mil libras, quase dez vezes o preço estimado inicialmente.

Publicado em Deixe um comentário

Este trabalho está ameaçado de extinção e pode pagar até R$ 21 mil ao mês

Este trabalho pode ser feito remoto, em qualquer horário, paga até R$ 21 mil por mês e tem poucos concorrentes. Não é necessário ter faculdade e dá para começar sem ter que fazer um investimento inicial.

Não sabe de que tipo de trabalho estou falando? Trata-se de um profissional que tem como função encontrar as maiores ‘barganhas’ em imóveis, com preços bem mais atrativos e acessíveis do que costumamos ver. E não, não estou me referindo a um corretor de imóveis. Hoje, quero apresentar a você o assistente de arrematação.

Provavelmente essa é a primeira vez que você está ouvindo falar deste profissional, uma vez que ele é extremamente escasso no mercado imobiliário. Mas, em contrapartida, a quantidade de investidores que procuram por ele é enorme. Afinal, vários deles têm o interesse e o dinheiro disponível para comprar imóveis e fazer disso uma renda, no entanto, a maioria possui pouco ou nenhum conhecimento para buscar boas construções “em promoção”.

Em vista disso, não é um exagero afirmar que este é um mercado gigantesco, pouquíssimo explorado e recheado de oportunidades. Mas, ainda assim, muitas pessoas têm uma visão errada sobre o assistente de arrematação.

No entanto, o que poucas delas sabem é que ele pode ganhar muito mais dinheiro do que a maioria dos corretores, já que é especializado em leilões de imóveis. Digo isso pois um corretor pode receber, de acordo com o Conselho Regional de Corretor de Imóveis (CRECI) entre 6% e 8% de comissão sobre cada venda feita.

Enquanto isso, o assistente de arrematação pode ganhar comissão a partir de 10%, a depender do negócio que fechar, como você pode ver com seus próprios olhos:

A imagem mostra print da conversa de um aluno de Granville, o qual ganhou comissão de 14,6% pela arrematação realizadaInstagram Lerry Granville/Reprodução

Na imagem acima, o assistente de arrematação teve uma comissão de 14,6% sobre o valor do imóvel arrematado, número acima da média. Mas, se calcularmos por baixo a quantia que esse profissional pode receber mensalmente, os valores ainda são animadores. Pense só:

Se levarmos em conta uma comissão média de 10% e o arremate de um imóvel no valor de R$ 250 mil, a comissão a ser recebida pelo assistente de arrematação seria de R$ 25 mil, um valor que, por si só, faz os olhos brilharem. Agora imagine fazer disso uma profissão: com 10 clientes com imóveis deste mesmo valor no ano, a comissão a ser recebida seria de R$ 250 mil anuais, o mesmo que um salário de quase R$ 21 mil por mês.

Percebe o potencial de ganhos dessa profissão? E, se você tem afinidade para atuar no mercado imobiliário e está pensando em fazer uma virada de carreira, tenho uma boa notícia para dar:

Você pode se tornar um assistente de arrematação também (saiba mais aqui), mesmo sem nunca ter atuado no mercado imobiliário antes ou ter conhecimento técnico em leilões de imóveis. E devo dizer que esse não poderia ser um momento melhor para começar, afinal, o mercado imobiliário nunca esteve tão aquecido como agora:

A manchete diz que Santander fará leilão de mais de 100 imóveis com lances a partir de R$ 62 mil. ImagemManchete IstoÉ Dinheiro (11/10/2021)/Reprodução

Em um cenário em que a taxa básica de juros está nas alturas (7,75%, de acordo com a última decisão do Copom) e a bolsa de valores tem apresentado perdas seguidas de perdas, os ativos da economia real estão ganhando força. Com isso, os imóveis voltaram ao foco de atenção de investidores.

No entanto, muitos deles desconhecem a possibilidade de comprar imóveis através dos leilões. Ou, se cogitam essa alternativa, logo a descartam por terem a impressão de ser algo muito burocrático. E é aí que está o “pulo do gato”. Todos os dias, uma enxurrada de imóveis vai a leilão e não há quase ninguém aproveitando as oportunidades de lucro.

Ao se tornar assistente de arrematação, você pode ajudar investidores a arrematar imóveis “escondidos” nos leilões e ainda receber uma porcentagem bem gorda por isso.

O ‘problema’ desta profissão é que paga tão bem que muitos assistentes de arrematação deixam de trabalhar para os outros

Apesar de ser uma profissão com alto potencial de lucratividade, no Brasil não existe nenhum tipo de formação tradicional moldada para o assistente de arrematação. De acordo com Lerry Granville, especialista em leilão de imóveis, o assistente de arrematação é uma profissão em alta, mas que já nasce “ameaçada de extinção”.

“Existe grande demanda por esses profissionais. Eles costumam atender investidores, mas por pouco tempo. Assim que começam a ganhar dinheiro de comissões, eles costumam investir para eles mesmos e param de atender terceiros”, afirma Granville, que já formou diversos desses profissionais nos seus treinamentos online (saiba mais aqui).

Por essa razão, a profissão mais lucrativa do mercado imobiliário está atualmente em perigo de “extinção”. Mas, ao mesmo tempo, há inúmeros leilões de imóveis acontecendo todos os dias no país. Bradesco, Itaú, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal são apenas alguns exemplos de instituições financeiras que leiloam bons imóveis diariamente, com até 70% de desconto em alguns casos, como você pode ver no exemplo abaixo:

A manchete diz que haverá leilão do Banco do Brasil com imóveis com até 72% de desconto e lances a partir de R$ 33 milManchete IstoÉ Dinheiro (23/10/2021)/Reprodução

E para piorar (ou melhorar), a grande maioria dos leilões são vazios. Com pouca informação disponível no mercado e falta de profissionais qualificados para orientar potenciais compradores, muitas pessoas sequer tentam aproveitar as oportunidades. Para você ter uma ideia do que estou dizendo, houve casos de leilões visualizados por mais de 11 mil pessoas em que apenas uma deu o lance e embolsou o lucro.

Ou seja, quem conhece bem o mercado de leilões e está disposto a fazer disso uma profissão ao invés de guardar todo o conhecimento para si, está tendo a chance de ganhar dinheiro “na moleza”. E tudo isso com a qualidade de vida que muitos profissionais não têm hoje em dia.

Afinal, o assistente de arrematação tem a possibilidade de trabalhar de onde quiser, no horário que quiser, conseguindo uma renda acima da média do mercado e com concorrência praticamente zerada. Isso sem mencionar a empregabilidade farta, com investidores milionários dispostos a pagar comissões gordas por um imóvel arrematado e a baixa barreira de entrada, já que não é necessário ter graduação para atuar na área.

Mas, a essa altura, você pode estar se questionando de onde as pessoas adquirem conhecimento para encontrar boas oportunidades de imóveis de leilão. A resposta é um bom direcionamento. Com a orientação certa, qualquer pessoa pode, em poucos meses, começar a atuar como assistente de arrematação e receber comissões de até 5 dígitos.

Digo isso porque, atualmente, existem cursos profissionalizantes especializados em formar esse tipo de profissional, dando todos os conhecimentos necessários para que você possa selecionar bons leilões. Trata-se de uma metodologia simples, que tem como principal objetivo trazer interessados em contratá-lo para buscar bons imóveis, sejam eles casas, lojas, terrenos, apartamentos ou salas comerciais.

E, se você estiver interessado em fazer essa virada de carreira ou utilizar essa oportunidade para buscar renda extra, devo dizer que há um treinamento com vagas abertas agora. É um dos primeiros a serem oferecidos no Brasil, por alguém que vive esse mercado “na pele” todos os dias e já arrematou mais de 200 imóveis a partir do método do treinamento.

Lerry Granville conheceu o mercado de leilões de imóveis da pior maneira possível, quando viu seu próprio apartamento ir a leilão, e fez da tragédia uma oportunidade de ganhar dinheiro. Atualmente, ele ensina na prática o que aprendeu no “campo de batalha”, com todas as arrematações que fez, tanto para benefício próprio como para terceiros, sendo assistente de arrematação.

Agora, você está tendo a chance de começar do zero, assim como Granville fez, e sair com uma profissão com comissões que podem chegar a R$ 21 mil mensais ou R$ 250 mil anuais, como mostrei anteriormente.

“Todo os dias milhares de imóveis vão a leilão e, aquele profissional que souber buscar as melhores oportunidades, poderá ter uma série de clientes e ganhar muito dinheiro com isso – Lerry Granville

 [INSCRIÇÃO GRATUITA] QUERO ME TORNAR UM ASSISTENTE DE ARREMATAÇÃO E TER A CHANCE DE RECEBER ‘SALÁRIO’ DE ATÉ R$ 21 MIL COM IMÓVEIS DE LEILÃO

Imóveis com 50% de desconto (ou mais) e comissões de até R$ 21 mil por mês

O treinamento dado por Lerry Granville leva o nome de Maratona Milionária: Leilões de Alta Lucratividade e é o primeiro a formar assistentes de arrematação no Brasil. Granville é empresário, investidor, analista criminal, perito judicial e sócio de 16 empresas.

Sim, ele está presente em diversos segmentos, mas o seu maior mérito até hoje foi ter formado mais de 50 milionários a partir do método de arrematação de imóveis de leilão que ele desenvolveu com mais de 11 anos de experiência na área.

Granville não criou apenas uma formação completa, prática e reconhecida por preparar os melhores assistentes de arrematação do país, como também uma maneira de que pessoas comuns, como eu e você, tenham a chance de adquirir imóveis com 50% de desconto ou mais sem que necessariamente tenham dinheiro para isso.

Mas por que ele decidiu revelar esse método, já que a maioria dos que conhecem o mercado de leilões guardam os segredos às 7 chaves? Bom, pois houve uma época em que esse tipo de conhecimento fez uma enorme diferença na vida dele. Granville se envolveu em dívidas que não poderia pagar, fez empréstimos e, no fim, assistiu ao seu próprio apartamento ir a leilão por não ter dinheiro para pagar pelo financiamento.

E, quando estava na pior e sem ter nenhum real no bolso, ele descobriu que havia um mercado bilionário e recheado de oportunidades que ninguém estava olhando. Assim, Granville conseguiu se reerguer comprando imóveis mais baratos que o valor justo e, gerando renda sobre renda, hoje construiu um império milionário só com ativos da economia real.

Sei que o “sem um real no bolso” pode soar como sensacionalista à primeira leitura. Mas uma das coisas que Granville aprendeu ao estudar a fundo os leilões de imóveis é que você pode comprá-los mesmo que não tenha dinheiro no momento, uma vez que é possível financiar até 100% do valor do imóvel, com possibilidade de parcelar em até 30 meses, de acordo com o novo Código de Processo Civil, publicado em 2015.

Por isso, mesmo que você não esteja interessado em fazer uma virada de carreira neste momento e se tornar um assistente de arrematação, saiba que você ainda pode utilizar o treinamento para benefício próprio. Isto é, comprar imóveis com 50% de desconto ou mais totalmente parcelados como investimento ou mesmo para moradia, caso seja da sua vontade.

A escolha é sua, você pode fazer do conhecimento do assistente de arrematação um trabalho ou, então, usar o que Granville irá ensiná-lo para sair do aluguel. Seja qual for a sua decisão, a porta de entrada é essa aqui. Para começar, você só precisará:

  • Ter acesso à internet; e
  • Estar disposto a seguir o método de Granville à risca.

O resto ficará por conta do especialista no assunto, mas aconselho que não perca muito tempo pensando. As 4 primeiras aulas gratuitas deste treinamento serão liberadas entre os dias 17 e 23 de novembro.

Granville decidiu abrir as primeiras aulas sem cobrar nada para dar um “empurrão” e encorajá-lo a mergulhar de cabeça no que ele afirma ser o o melhor trabalho do mercado imobiliário”.

[INSCRIÇÃO GRATUITA] QUERO ME TORNAR UM ASSISTENTE DE ARREMATAÇÃO E TER A CHANCE DE RECEBER ‘SALÁRIO’ DE ATÉ R$ 21 MIL COM IMÓVEIS DE LEILÃO

Mas não se engane: não é porque as primeiras aulas deste treinamento serão gratuitas, que elas não serão realmente boas. Na verdade, os conteúdos que serão apresentados lá já podem te dar estratégias para arrematar o seu primeiro imóvel de leilão por até metade do valor justo. E ter resultados como este aqui:

Este aluno aplicou o método de Granville e conseguiu renda mensal média de R$ 500 mil como assistente de arrematação

Para que você entenda todo o potencial que o mercado de imóveis de leilão carrega, acho importante um exemplo prático. Gleysson Vilela foi aluno do treinamento de Granville há um ano. Ele já era investidor e estava habituado a arrematar bons carros de leilão, no entanto, ainda sentia insegurança em partir para os imóveis.

Até que tomou conhecimento do treinamento Maratona Milionária: Leilões de Alta Lucratividade e do método de Granville. Ele participou das 4 aulas inaugurais gratuitas e, então, tomou a decisão de seguir a estratégia completa ensinada pelo “mestre dos leilões”, como gosta de chamar Lerry Granville.

Após concluir o treinamento, Gleysson colocou então as “mãos na massa” e foi em busca do seu primeiro imóvel de leilão arrematado com sucesso. Ele arrematou um imóvel em Alphaville, bairro nobre de Barueri e Santana de Parnaíba com imóveis de alto padrão. Ele estava avaliado em R$ 3 milhões, mas foi arrematado com mais de 50% de desconto, a R$ 1,4 milhão. E, por não ter o valor total do arremate, Gleysson fez parcerias com amigos e entrou como sócio no primeiro investimento.

Desde então, não parou mais. Atualmente, já concluiu 5 arrematações milionárias e hoje faz arremates para si mesmo, como sócio e também para terceiros, exercendo a profissão de assistente de arrematação. E, com os arremates, Gleysson alcançou hoje renda mensal de em média R$ 500 mil.

Devido ao sucesso rápido na profissão, ele já quer dar um passo além: está prestes a ter um FII (Fundo de Investimento Imobiliário) com os imóveis que adquiriu participando de leilões. Percebe como esse é um mercado cheio de oportunidades, bilionário e praticamente desconhecido? Aposto que você não fazia ideia de que era possível sair do zero para comprar imóveis milionários e viver de renda a partir deles.

Você pode ter um resultado semelhante (ou quem sabe até melhor) que o de Gleysson, caso queira. Com as informações que irá obter neste treinamento, pode se tornar um assistente de arrematação e receber até R$ 21 mil mensais com os imóveis arrematados para outros investidores. Ou comprar imóveis para você mesmo, para morar ou para investir, com 50% de desconto ou mais.

[INSCRIÇÃO GRATUITA] QUERO ME TORNAR UM ASSISTENTE DE ARREMATAÇÃO E TER A CHANCE DE RECEBER ‘SALÁRIO’ DE ATÉ R$ 21 MIL COM IMÓVEIS DE LEILÃO

Veja como se tornar um assistente de arrematação

Se você ficou interessado no melhor trabalho do mercado imobiliário e quer se tornar um assistente de arrematação, saiba que você pode. Ainda que não tenha nenhum tipo de conhecimento prévio sobre o assunto, e podendo contar com a ajuda de quem já faz isso há anos e segue tendo sucesso na área.

Após fazer a sua inscrição gratuita no treinamento, Granville irá mostrar como você pode ter acesso a:

  • 4 aulas gratuitas com Lerry Granville;
  • Uma formação completa que vai te dar todos os subsídios necessários para se tornar um assistente de arrematação começando do zero;
  • Uma lista premium de imóveis, com todos os imóveis que Granville está avaliando comprar neste momento. São sugestões de leilões que estão acontecendo agora e que você já pode participar;
  • Livro “O Guia Definitivo do Arremate de Sucesso”, escrito por Granville e que será entregue em sua casa.

As 4 primeiras aulas gratuitas serão disponibilizadas a partir de 17 de novembro. E pode ficar tranquilo, pois não há pegadinhas aqui. Você não precisará pagar um centavo sequer para assisti-las e ter acesso às estratégias de Granville para arrematar imóveis.

Você pode estar se questionando “por que isso?” Bom, Granville reconhece que leilões de imóveis ainda são repletos de tabus. Por essa razão, ele decidiu abrir com os interessados os primeiros conteúdos do seu treinamento sem cobrar nada.

Assim, você pode entrar lá, assistir aos vídeos, entender melhor do que se trata essa modalidade de compra de imóveis e só depois decidir se de fato quer seguir com a preparação para se tornar um assistente de arrematação.

Depois de tudo isso, eu honestamente não vejo uma razão para que você não acesse o conteúdo agora. Assista às primeiras aulas sem assumir nenhum tipo de compromisso no link abaixo. Tenho certeza de que depois você voltará para me agradecer:

[INSCRIÇÃO GRATUITA] QUERO ME TORNAR UM ASSISTENTE DE ARREMATAÇÃO E TER A CHANCE DE RECEBER ‘SALÁRIO’ DE ATÉ R$ 21 MIL COM IMÓVEIS DE LEILÃO

Publicado em Deixe um comentário

Novo leilão da Cedae acontece dezembro com outorga mínima de R$1,1 bilhões

O governo do Rio de Janeiro apresentou nesta segunda-feira o edital da nova tentativa de concessão do lote 3 de ativos Cedae, com 21 cidades participantes e valor mínimo de outorga de 1,1 bilhão de reais.

O lote 3 foi posto à venda em abril deste ano com sete cidades e ficou sem interessados. O governo pretende realizar o leilão do lote remodelado no fim de dezembro. O total da população englobada no projeto passou de 1,9 milhão para 2,7 milhões, afirmou o secretário de Estado da Casa Civil, Nicola Miccione.

O vencedor do certame terá que investir 4,7 bilhões de reais para universalizar os serviços de distribuição de água e coleta e tratamento de esgoto ao longo de 35 anos de contrato.

Apesar do valor mínimo da concessão ser de 1,1 bilhão de reais a expectativa do governo do Rio de Janeiro é que a arrecadação possa superar os 4 bilhões.

No leilão de abril, a concessão dos lotes 1, 2 e 4 gerou outorgas de mais de 22 bilhões de reais ante mínimo do edital de 10,6 bilhões.

O leilão do lote 3 foi marcado para 29 de dezembro, na B3. As 21 cidades do lote 3 são: Bom Jardim ,Bom Jesus do Itabapoana, Carapebus, Carmo, Itaguaí, Itatiaia, Macuco, Natividade, Paracambi, Pinheiral, Piraí, Rio Claro, Rio das Ostras, região oeste do Rio de Janeiro, São Fidélis, São José de Ubá, Sapucaia, Seropédica, Sumidouro, Trajano de Moraes e Vassouras.